Um guarda-roupa vitoriano historicamente correto, com todas as peças necessárias, é um trabalho para tempo e recursos abundantes. Além disso, você precisaria de um espaço adequado para guardar as roupas e acessórios, muitos dos quais, como as crinolinas, são grandes demais para os roupeiros de hoje em dia.

Para quem está começando no revivalismo, e não está disposto ainda a fazer investimentos muito altos na indumentárias, separamos algumas dicas para construir um guarda-roupa vitoriano básico, com peças coringa e coisas que você pode achar em brechós e lojas de departamento.

lady

A DAMA BEM-VESTIDA

 

1. A base de tudo

O primeiro segredo para um traje de época nunca é visto:a roupa-de-baixo. Ela fornece a estrutura necessária para que a roupa fique com a silhueta correta.

O ideal seria que sempre usássemos um corset, de preferência um midbust, que dispensa o uso de sutiã. Mas como os corsets não são exatamente a peça mais acessível do mundo, e o uso dele por várias horas requer que você se acostume com ele primeiro, existem alguns “truques” que podemos usar.

O corset midbust fica na altura dos mamilos e dispensa o uso de sutiã. É o ideal para a maioria dos trajes vitorianos. O corset da foto foi produzido pela Josette Blanchard Corsets.

O corset midbust fica na altura dos mamilos e dispensa o uso de sutiã. É o ideal para a maioria dos trajes vitorianos.
O corset da foto foi produzido pela Josette Blanchard Corsets.

Como o objetivo do corset não é *apenas* afinar a cintura, mas também nos dar uma postura mais correta e elegante, além de evitar que a roupa fique enrugada no tronco, você pode optar por um corpete bem estruturado com barbatanas plásticas. Uma boa cinta elástica também pode fazer maravilhas!

Por uma questão de conforto, você pode querer usar também os drawers ou calçolas. Com o corset, que não vai muito bem com as calcinhas modernas, eles são quase indispensáveis:

As calçolas são o território da fofura! Fique à vontade para usar todos os babados do mundo e sinta-se uma deusa!

As calçolas são o território da fofura! Fique à vontade para usar todos os babados do mundo e sinta-se uma deusa!

Outra parte muito importante da roupa íntima é a anágua. Para um traje mais básico, como o que vamos montar nesse artigo, ela não é obrigatória, mas ajuda a dar um  clima na produção. Quando você levantar a barra da sua saia para caminhar, pense em mostrar uma outra saia branca, com babados e rendas, aos invés dos tornozelos.

A anágua é uma saia simples, com elástico ou cordão na cintura, feita normalmente em tecido de algodão. Embora o comum seja usar anágua branca, nada impede que você faça uma colorida (quem não lembra da anágua vermelha da Mammy em “E o Vento Levou…”?). Sua anágua pode ser lisa, só com uma barrado de renda ou bordado inglês, ou receber babados de tecido na barra. Esses babados ajudam a abrir mais a saia que você usar por cima.

Você pode fazer uma anágua lisa, simples, ou algo mais elaborado e cheio daquela feminilidade vitoriana que nós adoramos.

Você pode fazer uma anágua lisa, simples, ou algo mais elaborado e cheio daquela feminilidade vitoriana que nós adoramos.

 

Um traje básico para todas as horas

A verdade é que a produção de trajes para todas as ocasiões e variações de silhueta do século XIX é um processo longo e caro, mesmo que você fizer suas próprias roupas. Então, enquanto você não monta uma verdadeira linha do tempo de trajes oitocentistas no seu armário, vale a pena investir num estilo mais coringa, que é barato, fácil de fazer e confortável de vestir.

 

1. Blusa ou Camisa

Boas camisas com “jeito antigo”, que abotoam na frente e tem um colarinho alto, podem ser encontradas com facilidade no comércio. Brechós e lojas de departamento têm várias delas. Para um traje mais histórico, e menos fantasia, é bom escolher tecidos claros (porque a maioria dessas peças era branca ou bege), com padronagens miúdas (mas dê preferência aos lisos mesmo) e de fibras naturais. Esqueça as malhas, porque elas são inimigas de qualquer traje histórico!

Aqui estão alguns exemplos de camisas e blusas mais básicas, que podem tanto ser usadas em seu traje de época quanto fora dele. E aproveite que as rendas estão em alta para fazer sobreposições!

blusa12 blusa11 blusa10

blusa9 blusa8 blusa7

blusa6 blusa3  blusa4

blusa2 blusa1 blouse8

 

Se a sua blusa não tem botão para fechar no pescoço, você pode usar um broche de camafeu para isso. O camafeu nunca falha – e pode ser encontrado naquelas lojas de bijuteria a $10 que temos no centro da cidade.

Não dá pra ser mais historicamente correto do que isso.

Não dá pra ser mais historicamente correto do que isso.

Para quem tem habilidades manuais, fazer uma gola falsa de renda, removível, pode ser um complemente. Aqui tem um tutorial para vocês. Novamente, essas golas de renda podem ser encontradas na forma de colar nas mesmas lojas de bijuterias que falei ali em cima.

 

2. A Saia

Para nossa alegria, as saias longas ainda estão em alta. O problema é que a maioria delas é feita de malha e com estampas bem grandes e coloridas.

A saia do seu traje histórico não deve ser cortada reta; ela deve ser evasê e ficar mais larguinha nas pernas, o que dá um efeito muito bonito quando caminhamos. Procure por tecidos mais firmes, como oxford ou sarja, e em cores escuras; elas podem ser lavadas várias vezes antes de desbotarem, são mais fáceis de limpar em caso de manchas e combinam com quase tudo. Boas cores são o preto, o marrom, o vinho, o verde escuro e o cinza escuro. Mas isso não impede que você faça uma saia de outra cor que seja do seu agrado. Ah, o xadrez também é bem-vindo!

A silhueta que nós estamos procurando é essa:

 

saia1

Simples e elegante, não?

Sapatos: sapatilhas e botas de bico redondo ou fino farão um ótimo trabalho.

Acessórios: sombrinha, luvas de renda branca (procure em lojas que trabalham com fantasias), jóias delicadas, leque (branco ou preto se for de renda, ou aqueles de madeira já servem) e uma bolsinha de mão para guardar suas coisas.  Chapéus do tipo boater, como o da foto acima, também são muito bons! Cintos largos, daqueles elásticos que são super fáceis de encontrar, são outro ótimo complemento para o seu traje.

Aqui vão mais algumas imagens de referência para você. E lembre-se: o século XIX teve uma variação enorme de estilos e esse aqui é apenas o mais fácil de ser montado deles. Com o passar do tempo, você poderá se aventurar em outros estilos.

saia3 traje6  traje5

traje2  traje3  traje4

traje7  traje8  traje1

 

O importante é que você se sinta confortável e se divirta!